MISCELÂNEA OUTONAL

O FOLHETIM DO METRO SUL DO TEJO (MST)

Foi aprovada, finalmente, a libertação dos terrenos para a construção do MST no eixo central de Almada. Mais vale tarde que nunca. No entanto o mal já está feito e a obra, que deveria estar já concluída e em pleno funcionamento, conhecerá um atraso superior a dois anos, isto se mais nada de anormal acontecer.

A factura, todavia, será paga por todos nós de dois modos distintos.

  • do ponto de vista ambiental com mais emissões de carbono e com a continuação das grandes dificuldades de acessibilidade.
  • do ponto de vista financeiro, com a inevitável factura extra a ser paga à concessionária por sobrecustos, devido à paragem da obra, com o Orçamento de Estado a contribuir, de modo inapelável, para isso. Resta saber o montante, mas não será certamente baixo.

Resta-nos a consolação que (parece) que desta é de vez. Pela frente, todavia, virá ainda o inferno das obras de construção que já poderia estar ultrapassado.

REVISÃO DO PLANO DIRECTOR MUNICIPAL (PDM)

A 14 de Janeiro de 2007 completam-se dez anos sobre a aprovação do PDM de Almada pelo que, de acordo com a lei, terá de ter lugar um processo de revisão. Pela parte do PSD e relativamente ao actual e à sua avaliação, mantemos as mesmas críticas de há dez anos: ele foi o instrumento privilegiado da indesejada expansão urbana que fez com que o espaço rural no nosso concelho tenha decrescido assustadoramente neste período.

Esperamos que o processo de revisão tenha em conta o facto de um PDM ser o principal instrumento de ordenamento do território do concelho. O nosso desejo é que o referido processo seja amplamente participado e que possa obviar ao avanço do betão consolidando as áreas urbanas existentes e, acima de tudo, promova o incremento da qualidade de vida.

INTERNET MUNICIPAL

O prof. Luís Ribeiro Vieira do ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão) publicou recentemente (Setembro de 2006) um artigo onde disponibiliza, pela primeira vez, um “ranking” de maturidade dos Serviços de Informação das Autarquias (SIA), designadamente os portais municipais na Internet (http://www.iseg.utl.pt/departamentos/economia/wp/wp202006de.pdf). Do mesmo ressalta que a maioria das 308 câmaras municipais portuguesas usa os seus sítios na Internet para publicitar e promover o município, mas não facilita a interacção online com os seus cidadãos. As informações genéricas e vagas, presentes na maioria das páginas Web dos municípios, contrastam com a ausência de informações relevantes para a vida concelhia. Além disso, constatou-se um grande atraso ao nível de um conjunto de funcionalidades como por exemplo, a consulta de processos “online” e um atraso significativo na disponibilização de formulários para descarga.

Almada ocupa, neste estudo, um paupérrimo 273º lugar no conjunto de 308 municípios. O primeiro lugar foi para o portal do município do Pombal http://www.cm-pombal.pt onde, numa rápida visita, se poderá verificar como a simplicidade é amiga da eficiência no caminho correcto do e.-governement e da facilitação da vida aos cidadãos.

Nos antípodas de tudo isto consultem-se http://www.almadadigital.pt ou, sobretudo o incrível http://www.m-almada.pt e tentem encontrar informações verdadeiramente úteis e, acima de tudo facilitadoras da vida do cidadão. Exceptue-se, o http://www.smasalmada.pt que, sem ser propriamente um modelo de interacção com o munícipe, apesar de tudo proporciona alguns serviços de utilidade.

Todavia pergunta-se o porquê da não existência de um único site municipal, simples e eficaz. O município de Almada chegou tarde e ainda não acertou o passo com o ciberespaço e com as suas potencialidades facilitadoras da vida colectiva.

FELIZ NATAL

Por último mas não por menos gostaria, em meu nome pessoal, em nome dos eleitos pelo PSD nos órgãos autárquicos e em nome do Partido em geral de desejar a todos os Almadenses um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

It's Statistics, Stupid

Do or Die!

O que a Malta quer