sábado, 18 de fevereiro de 2006

PROPOSTA DE CONCLUSÕES CONSELHO NACIONAL

Azores with Cavaco!

Reunido em Lisboa a 18 de Fevereiro, o Conselho Nacional dos TSD – Trabalhadores Social – Democratas, analisou a situação político-social tendo chegado às seguinte conclusões:

1. Conjuntura Macro – Económica e Emprego

A situação económico - social continua muito difícil. Portugal teve no final de 2005, de acordo com dados do I.N.E., um número de pessoas empregadas ainda mais baixo do que no final de 2004, um resultado que não se verificava desde 2002. A taxa de desemprego trimestral regista o seu valor mais alto registado desde 1986.
Estes dados divulgados pelo I.N.E. são ainda mais negativos do que era previsto pelo Governo há dois meses atrás na actualização do Programa de Estabilidade e Crescimento (P.E.C.). Esta circunstância contrasta, infelizmente, com o objectivo do Governo quando iniciou funções e que aliás foi uma das grandes promessas eleitorais do PS: a criação de 150 mil novos postos de trabalho. Se no Plano de Estabilidade e Crescimento, a previsão de criação de emprego já é muito mais moderada, a prática vem demonstrar que a realidade é ainda difícil uma vez que a economia cresce muito tenuemente e isso é incompatível com a criação de mais empregos.

É necessário que a economia cresça mais e, para isso, o Governo tem de apostar no desenvolvimento económico pois essa é a única via para reduzir o desemprego e isso, infelizmente, não se tem verificado. De igual modo, quer os dados do I.N.E., quer as previsões representam uma pressão sobre as finanças públicas já que o aumento dos subsídios de desemprego é um factor adicional de gastos da Segurança Social.

2. Eleição do Professor Cavaco Silva como Presidente da República

A Eleição do Professor Cavaco Silva como Presidente da República representa um forte sinal de esperança no futuro e de confiança na capacidade dos portugueses para superarem as suas dificuldades.

Só assim será possível a Portugal superar as suas dificuldades conjunturais, trilhar de novo os caminhos do progresso e poder aspirar a contar no grupo das nações mais desenvolvidas na União Europeia.

O Professor Cavaco Silva, enquanto Presidente da República pode desempenhar um papel importante na mobilização das energias nacionais para promover a confiança, o optimismo e a vontade de vencer. A experiência política de Cavaco Silva conferem-lhe um capital de experiência que o torna conhecedor profundo das dificuldades que Portugal atravessa e das decisões corajosas e determinadas que são necessárias e ainda depositário de confiança para contribuir para a prevenção e resolução dos conflitos sociais contribuindo para a prevenção e resolução dos conflitos políticos e sociais, favorecendo o diálogo, a negociação e a concertação social.