OS TRABALHADORES PORTUGUESES COM CAVACO SILVA

Os sindicalistas consideram que Cavaco é o único candidato capaz de mobilizar todos os portugueses

No próximo dia 22 de Janeiro serão os portugueses chamados a escolher o novo Presidente da República.

Ao longo da sua ainda curta vivência democrática Portugal evoluíu e desenvolveu-se. É inegável que, do ponto de vista político, económico e social, o país está diferente para melhor relativamente ao seu passado recente. Parte substantiva dessa diferença qualitativa deve-se aos Governos do PSD liderados pelo Professor Cavaco Silva. Ele foi, enquanto primeiro – ministro, o principal protagonista do período de maior progresso, a todos os níveis, da História recente de Portugal.

Sem embargo são ainda inúmeros os constrangimentos, os problemas ainda sem solução e os recuos no nosso desenvolvimento. Portugal tem assim cruzado, ao longo do seu período democrático, ciclos paradoxais de esperança e de desânimo.

Portugal vive presentemente um novo período de dificuldades económico - sociais gerando, nos portugueses, um clima generalizado de descrédito e de desânimo.

Mas Portugal tem a oportunidade soberana de eleger o Prof. Cavaco Silva para Presidente da República, estadista que, pelo seu perfil inconformado e pela sua competência técnica e política muito contribuirá para incutir nos portugueses a confiança num futuro melhor e a esperança sustentada num Portugal mais desenvolvido.

Portugal precisa, desse modo, de um Presidente da República com sentido de Estado e que promova uma efectiva acção política que não seja refém das ilusões dos benefícios de curto prazo e que promova o desenvolvimento sustentado e com visão de futuro.

Nos primeiros quinze anos de participação na União Europeia, Portugal reduziu a distância que o separava do nível de desenvolvimento dos países da União, todavia nos anos recentes atrasou-se consideravelmente. Inverter esta tendência é a condição indispensável para combater o desemprego, enfrentar os fenómenos da pobreza e da exclusão social e melhorar as condições de vida dos trabalhadores portugueses.

O prof. Cavaco Silva, enquanto Presidente da República, tem todas as condições para ser o principal agente dessa mudança de mentalidades promotora do desenvolvimento nacional e é, por isso, depositário da confiança dos trabalhadores portugueses.

Neste sentido, o Conselho Nacional dos Trabalhadores Social - Democratas reunido hoje em Lisboa delibera aprovar o seu apoio inequívoco à candidatura do Prof. Aníbal António Cavaco Silva a Presidente da República.

Lisboa, 12 de Novembro de 2005

Comentários

Mensagens populares deste blogue

It's Statistics, Stupid

O que a Malta quer

Do or Die!